Por que investir na qualificação profissional?

Minha entrevista na DOC. Exclusiva apenas para assinantes, mas disponibilizo aqui. Outros temas relacionados confira em: http://www.docatendimento.com.br

Por Gabriela Lopes

Gostar de lidar com o público, ser comunicativa e pró-ativa são requisitos que preenchem o perfil da secretária ideal. Porém, até mesmo as secretárias reconhecidas pelo atendimento de excelência precisam buscar conhecimentos para se adaptarem às constantes mudanças na rotina de trabalho. Para falar sobre elas e como a relação com os médicos e pacientes influenciam o desempenho profissional no dia a dia, conversamos com a colunista do Portal DOC. Atendimento, Daniela de Oliveira. Especialista na área de Saúde há mais de 17 anos, a profissional em Gestão de Pessoas dá ainda dicas de cursos de treinamento para as secretárias e recepcionistas que desejam alavancar a carreira. Confira:

 

DOC– Por que escolheu atuar como gestora de profissionais de Saúde?

Daniela de Oliveira – Comecei trabalhando com congressos médicos e isso despertou meu interesse na área de Saúde. Como eu tinha uma relação muito próxima com médicos e empresários deste seguimento, percebi o quanto era difícil a relação dos profissionais de saúde com os pacientes. De lá pra cá venho estudando o comportamento do cliente/paciente e buscando formas de como atendê-lo da melhor forma possível.

 

DOC – O que diferencia a secretária/recepcionista de Saúde das profissionais dos demais segmentos?

DO – A diferença está no cliente. O cliente da área de Saúde tem comportamento diferente do cliente que vai fazer compras no shopping, que vai a um restaurante ou ao salão de beleza. Ele (o cliente) não está ali a passeio. Está ali porque precisa. Muitas vezes sentindo dor, com medo, ansioso e desesperado. Seja qual for a doença, sempre há dúvidas em torno disso. A secretária ou recepcionista que atua neste seguimento, deve trabalhar muito a empatia e a humanização. Um atendimento com base somente em processos, sem um olhar mais humano para o cliente, deixa a desejar em muitos aspectos. O cliente precisa se sentir acolhido e seguro. Isso também favorece sua recuperação.

 

DOC – Sabemos que a formação mínima para exercer a profissão são os níveis médio ou superior. E depois desse período, como as secretárias podem buscar atualização na carreira?

DO – A atualização deve ser constante através de cursos e treinamentos. Ler muito sobre o tema, trocar informações e ideias com outros profissionais faz desenvolver muito a capacidade técnica e comportamental no dia a dia.

 

DOC – Atualmente, quais são os principais cursos de treinamento para secretárias no país?

DO – Há muitos cursos. Um curso técnico de secretariado ou de Administração é importante, traz um diferencial para quem está no mercado e ainda há cursos específicos realizados por profissionais que atuam no seguimento. No Rio de Janeiro, a Fundação Mudes tem cursos voltados para o seguimento, tanto para secretárias como para recepcionistas. Ambos são voltados para a parte operacional e humana do atendimento. Há consultores e empresas que realizam também treinamentos in company, o que é melhor, pois é possível adaptar o conteúdo à realidade da empresa. Outro curso indicado, em âmbito nacional, é o curso de recepcionista do Senac, que oferece atuação em todos os segmentos, incluindo o de Saúde.

 

DOC – O incentivo do médico enquanto patrão é fundamental para o crescimento profissional da secretária? Os médicos, hoje, se preocupam em dar o “exemplo” para suas equipes?

DO – Muitos sim. A valorização do profissional é importante em qualquer seguimento. Sozinho não se chega a lugar algum. A parceria entre a secretária e o médico é fundamental para resolver questões de gerenciamento, dentre outras coisas. O profissional quando valorizado, se dedica mais, se sente feliz e isso reflete no atendimento. O cliente percebe quando as coisas não vão bem. Isso gera dúvidas em relação à competência do profissional de Saúde. O cuidado está em todos os aspectos: Na aparência do consultório, no conforto na sala de espera, na aparência de quem atende e tudo mais.

 

DOC – De que forma o trabalho da secretária com o médico reflete no atendimento aos pacientes?

DO – Uma boa sintonia entre a secretária e o médico é importante, pois transmite confiança para o cliente. E confiança é tudo o que o cliente precisa para continuar o tratamento com aquele médico. A secretária pode contribuir muito para isso, fazendo o acompanhamento deste paciente, remarcando consultas, ligando para o paciente para confirmar o comparecimento. Se o cliente faltou, ligar para saber o motivo e incentivá-lo a remarcar e continuar o tratamento. Enfim, tratar o cliente como se fosse único e exclusivo. Em muitos lugares, sei que isso é difícil, mas cada um deve encaixar na sua realidade o carinho e o respeito pelo paciente, passando informações com clareza e demonstrando preocupação quanto aos anseios do cliente.

 

DOC –E como a relação da secretária com o paciente pode refletir no bom funcionamento da clínica ou do consultório?

DO – Um consultório ou uma clínica é um empreendimento, como outro qualquer. E como todo empreendimento para funcionar bem, precisa de clientes. A boa relação da secretária com o paciente traz o compromisso do cliente para com aquela instituição. Torna o cliente fiel e consequentemente gera um bom faturamento.

 

DOC – Quais conselhos você daria a uma profissional que deseja se tornar uma secretária com atendimento de excelência?

DO – Atualmente não dá para competir no mercado sem qualificação profissional. Não dá mais para dar jeitinho. É preciso conhecimento. E para isso, os cursos de qualificação no setor abrem as portas. Há diversos cursos na área de atendimento e faturamento. A especialização também traz confiança para o próprio candidato, que no momento da avaliação ou da entrevista, pode demonstrar que tem capacidade de assumir tais responsabilidades. Eu formo profissionais nesta área e muitos me perguntam se mesmo sem experiência há possibilidade de entrar no mercado. Eu digo que sim. Muitas empresas preferem ter um profissional com boa formação e adequá-lo à sua realidade, do que aqueles que possuem experiência, mas apresentam vícios em seu comportamento, o que muitas vezes dificulta a adaptação em um novo ambiente.

Anúncios

8 comentários sobre “Por que investir na qualificação profissional?

  1. Luana disse:

    Quero lhe dar os parabéns pelo site,achei tudo o que procurava, mas gostaria saber como posso adquirir seu material, por favor entre contato comigo.
    Desde já agradeço sua atenção.
    Luana

    Curtir

  2. Andressa da Silveira Boeira disse:

    Hoje o mercado de trabalho esta muito competitivo e exige uma qualificação profissional.A relação entre a recepcionista e seus colegas de trabalho seja Dr° ou formado por uma equipe hospitalar tem que ser de companheirismo, ética e o principal comprometimento, com os pacientes que procuram um atendimento humanizado.
    Exelente prof°Daniela, estou adorando fazer esse curso e estou aprendendo muito, espero trabalhar nessa area da saude até eu me formar, é um sonho e espero que se torne realidade de verdade, adoro o contato com as pessoas mesmos com suas imperfeições afinal de contas ninguém é perfeito não é mesmo..bjs

    Curtir

  3. Andressa da Silveira Boeira disse:

    Hoje em dia o mercado de trabalho esta muito competitivo e esta exigindo uma qualificação profissional conforme atualidade em que vivemos.No entanto é preciso ter um bom convivio com nossos colegas de trabalho para assim transmitir para o paciente ética, profissionalismo e humanização.
    Estou adorando o curso de recepcionista na area da saude, espero trabalhar nessa area e ter um contato mais proximo com as pessoas.
    Abraços prof°Daniela

    Curtir

  4. Andressa da Silveira Boeira disse:

    Hoje em dia as empresas estão exigindo uma qualificação profissional para quem deseja ingressar no mercado de trabalho.Para isso nos devemos procurar meios profissionalizantes para que possamos agregar conhecimento e nos prepararmos para possiveis entrevistas.
    Tendo em vista que um bom atendimento começa na recepção, é possivel se notar quando algo esta errado por isso o convivio com o Dr° ou com uma equipe hospitalar tem que estar saudavél para que todos possam trabalhar em conjunto.
    Adorei seus artigos prof°Daniela, como sempre muito esclarecedores…bjs

    Curtir

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s