Plano de Marketing: Como usá-lo no consultório?

Perda de pacientes, consultório ineficiente e pouca indicação. Esses são alguns dos sintomas que percebemos quando algo está errado no consultório. Então, o que fazer? A solução pode estar em elaborar um plano de marketing. O uso desse tipo de ferramenta vem crescendo na área de saúde.

Muitas secretárias de consultório vem aderindo a esta prática e ajuda o médico a conquistar um fluxo maior de pacientes. Mas como fazer isso?

1. Análise da situação atual: o que acontece agora?

O primeiro passo é conhecer exatamente a situação na qual o médico se encontra, como está o seu local de trabalho e como anda o mercado. É nesse ponto que é preciso observar os melhores caminhos a seguir no planejamento.

2. Formulação de objetivos e metas: aonde pretendo chegar?

Para um bom planejamento é necessário saber aonde se quer chegar. Não saber o que se pretende ou mirar em vários “alvos” pode acabar atrapalhando toda a ação.

3. Análise ambiental interna e externa: Determinação de caminhos

Uma vez feita a análise do ambiente, a secretária deve fazer um levantamento de suas vantagens e desvantagens em relação ao mercado de trabalho, percebendo quais são os seus pontos fortes e fracos.

4. Formulação de programas e escolhas de estratégias de atuação

Depois de definir os objetivos, o próximo passo é estabelecer como colocar em prática seu planejamento de marketing. Esta fase constará de seus etapas: determinação do público-alvo, criação de um cronograma de atividades, escolha da equipe responsável pelas execuções das tarefas, cálculo do impacto financeiro, escolha as formas de promoção e escolha da estratégia de implementação.

5. Implementação: Colocando a mão na massa

Essa é a hora de começar a executar as tarefas determinadas. Lembre-se que é importante seguir o cronograma estabelecido, controlando recursos e buscando não se afastar dos objetivos e das metas traçadas.

6. Diagnóstico de resultado e controle

Para que o plano de marketing seja bem-sucedido é necessário a todo o momento medir e quantificar os resultados e fazer a verificação do controle. Logo, o médico e sua secretária devem, ainda na fase de planejamento, pensar em maneiras para mensurar o desempenho e os efeitos práticos.

Texto adaptado de Renan Peixoto, revista DOC. http://www.editoradoc.com.br

Anúncios

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s